The eyes of a Mermaid: 2017

Last Summer Haul

Hey. Deram pela minha falta? Passou metade do mês de Setembro e eu nem sequer cá vim. Nem cá, nem no Instagram, que para quem me segue por lá, também deve ter reparado que nem instastories fiz. Mais uma vez, houveram alguns contratempos por estes lados. Espero que desta vez seja mesmo para vir e ficar. Espero que a partir de hoje, vos consiga realmente trazer conteúdo. No post de hoje podem ver algumas encomendas que recebi das lojas Rosewholesale, Sammydress e Rosegal. Além das três camisolas quentinhas que vos tenho para mostrar, queria também mostrar-vos o fato de banho que mais adorei neste verão (que por incrível que pareça, sim, é amarelo), o modelador de caracóis que tenho usado e abusado (e podem ver o efeito que dá ao cabelo nas fotos), e uma caneca super fofa que é semelhante a uma objetiva de uma câmara fotográfica. 


Todas as camisolas são super quentinhas e fofas agora para o Outono, que eu tanto adoro. Gosto de as usar com as minhas jeans favoritas e umas sapatilhas. A branca com as flores cor de rosa é sem dúvida uma das minhas preferidas por ser diferente e ficar bem com qualquer coisa. A cinza e branca é mesmo muito quentinha e confortável, e a cinza com o lettering "California" é em estilo crop top, e é o género de camisola que usaria para estar em casa, sem dúvida. 


O modelador de cabelo era algo que já queria à imenso tempo e por alguma razão nunca me arrisquei a adquirir um. Este, da loja online Sammydress, veio com três diferentes tamanhos de tubos para modelar, e ainda com uma luva para proteger do quente (mas vamos admitir que aqui a Rafa mesmo assim já se queimou duas vezes). Surpreendeu-me sem dúvida pela positiva, porque além de o estar a adorar utilizar, ele tanto aquece super rápido como arrefece também em 2min. Quanto à caneca, eu já tinha uma semelhante, mas um pouco maior. Acho-as super fofas tanto para beber chocolate quente como para decoração! O fato de banho amarelo é um item que eu queria imenso arriscar em adquirir, e ainda bem que o fiz, porque adoro ver-me com ele. Digam-me o que acharam das minhas escolhas e qual o vosso item favorito! :)

P.S.: desculpem a rebeldia da minha sobrancelha esquerda. 




Este post foi patrocinado pelas marcas Rosegal, Rosewholesale e Sammydress, porém, com toda a minha sincera opinião.

I do a thing called what I want | Stripes and Dots

No início do mês tive a notícia de que ia poder colaborar com uma marca de vestuário portuguesa, da minha cidade, e na qual admiro e me identifico imenso. A Stripes and Dots é uma loja online que se dedica a criar as t-shirts com mais personalidade que alguma vez vi. Todas elas, com mensagens inspiradoras e feitas de matérias primas naturais amigas do ambiente. Nos pequenos detalhes das t-shirts consegue-se perceber o cuidado com que foram produzidas, o que faz das mesmas ainda mais especiais. Quanto à minha escolha, acho que não há t-shirt na qual me identifique tanto. Branca e preta, e com a mensagem "I do a thing called what I want", é sem dúvida a t-shirt que fica bem com qualquer coisa. Além de ser super confortável e fresquinha, é também amiga do ambiente, o que me faz gostar ainda mais dela! Se ainda não conheciam a marca, deixo-vos aqui as redes sociais: Instagram, Facebook e Web Site para que possam seguir e espreitar as diferentes t-shirts que eles tem disponíveis!  Espero que gostem das fotos! :)

Um agradecimento especial à minha fotógrafa, que tirou e editou estas fotos super giras. Ana João Machado - BéhanceInstagram e Facebook.


T-shirt - Stripes and Dots | Jeans Mom Fit - Pull & Bear | Sapatilhas - Vans Old Skool | Relógio - Daniel Wellington

Zaful Summer Haul

Hey. Sei que tenho andado desaparecida por estes lados - e na verdade, pelos lados todos possíveis e imaginários - mas finalmente consegui voltar aqui ao blog. Podia dizer-vos que foi falta de tempo, ou que estava de férias, mas infelizmente não foram esses os motivos. De qualquer forma, voltar a escrever faz-me bem, e por isso hoje decidi que ia fazer uma publicação aqui para o blog. Escolhi mostrar-vos algumas das peças que recebi este mês da Zaful, e que tenho adorado utilizar nas últimas semanas. 


A primeira peça que tenho de vos falar é este vestido amarelo. Nunca vesti uma peça amarela desde a minha infância, porque odeio a cor e odiava ver-me com ela. No entanto, decidi arriscar em algo fora da minha zona de conforto - e fiquei super feliz por tê-lo feito. Escolhi este vestido porque me faz lembrar muito o estilo da Selena Gomez nos novos vídeo clipes dela, não concordam? E o padrão das flores, faz-me lembrar o vestido de casamento da minha avó, por acaso! A outra peça que adorei, e que também foi super fora da minha zona de conforto, foram estes calções de cintura subida mom fit. Também com flores e com os tons de amarelo, que confesso estar a adorar. A ganga é mesmo de boa qualidade, o que me fez ficar super satisfeita com a minha escolha. Tive foi de apertar, pois mandei vir num tamanho demasiado largo para mim. No entanto, gosto de como eles ficam largos na zona das coxas.


As outras duas peças que encomendei desta vez foram estes bralettes. Achei-os super amorosos por serem de colocar à volta do pescoço e terem esta renda super fofa. Já os utilizei de várias formas, e até acho que com um casaco de ganga por cima se consegue utilizar como um crop top, mas sei que vou dar-lhes mais uso no Outuno/Inverno por baixo das camisolas de lã. Qual o vosso item favorito? 


Este post foi patrocinado pela marca ZAFUL, porém, com toda a minha sincera opinião.

Kit para iniciantes em maquilhagem | The Pink Elephant Shoe

Para quem se estreia no campo da maquilhagem, podem sempre surgir dificuldades na escolha dos primeiros produtos a adquirir. A possibilidade de escolha em termos de produtos e marcas é enorme e muitas vezes torna-se complicado definir quais os essenciais. Pessoalmente, e enquanto maquilhadora, existem alguns produtos que considero que deveriam estar em todas as necessaires femininas: um bb cream, corrector de olheiras, blush, máscara de pestanas, lápis de sobrancelhas duo e um batom ou bálsamo labial. Para quem pretende destacar a zona ocular, pode ainda adquirir algumas sombras e um lápis preto.


BB CREAM // Um bb cream trata-se de um creme com cor, sendo a solução ideal para quem pretende uniformizar a tez de uma forma rápida e simples. Além de hidratarem a pele, muitos possuem ainda protecção solar, o que é um plus sendo que acabamos por ‘poupar’ em produtos e tornar a rotina matinal mais rápida. Pode aplicar-se directamente com os dedos ou com pincel próprio.

CORRECTOR // Tal como o nome indica, pretende corrigir as olheiras e possíveis imperfeições no rosto. Para a zona da olheira, pode ser utilizado um produto com um tom mais claro, para iluminar a zona ao mesmo tempo que a corrige. No entanto, para quem apenas pretende adqurir um produto, recomendo o mesmo tom da pele para que possa ser utilizado também em borbulhas ou possíveis marcas no rosto. Novamente, pode ser directamente aplicado com os dedos ou com um pincel.

BLUSH // O blush serve para corar as maçãs do rosto, devolvendo alguma cor após a utilização do bb cream. Existem texturas líquidas, em creme ou em pó, porém recomendo texturas em pó para quem se está a iniciar na maquilhagem. São mais fáceis de aplicar e de esfumar – basta utilizar um pincel largo e bastante fofo e aplicá-lo cuidadosamente nas maçãs do rosto, esfumando-o ligeiramente em direcção às temporas.

MÁSCARA DE PESTANAS // A máscara de pestanas é o único produto sem o qual não consigo sair de casa. Além de destacar o olhar, dá-nos um ar mais acordado e desperto – óptimo para as manhãs em que mal conseguimos sair da cama. No caso da máscara, o importante é percebermos as nossas necessidades: pretendo volume, curvatura ou comprimento? Depois, basta escolher um produto adequado ao efeito pretendido.

LÁPIS DE SOBRANCELHA DUO // Referi um duo porque possui um ponta para corrigir a sobrancelha e outra para a iluminar. Para corrigir levemente a sobrancelha, basta desenhar pequenos pêlos, de forma muito leve, na zona onde a nossa sobrancelha possui falhas. Com o lado iluminador, podemos dar um toque de luz no osso da sobrancelha e no canto lacrimal do nosso olho. O resultado? Um olhar perfeito em três passos!

BATOM // O batom é o toque final e é obviamente o produto que permite mais diversidade quando nos estamos a iniciar na maquilhagem. Podemos optar por um acabamento mate ou mais glossy, uma cor mais arrojada ou nude. Tudo é válido!

Pessoalmente, no meu dia-a-dia, estes são os produtos que não dispenso. Acredito que sejam um bom guia para quem está a começar, por serem simples, práticos e fáceis de aplicar. Exigem poucos pincéis e facilmente criamos um look lindíssimo com eles! Quais são os vossos essenciais de maquilhagem?


Cátia Rodrigues, The Pink Elephant Shoe

Memórias de Havana, 2016 | Bobby Pins

As horas anunciavam o final de tarde, mas o Sol demorou a presentear-nos com os raios de luz dourados. Pouco tempo antes, o céu ameaçou um aguaceiro tropical e toda a cidade ficou com uma luz muito clara e umas nuvens carregadas. Não passou disso, uma ameaça, e embora estivesse um calor e humidade insuportáveis, a chuvada de Trinidad tinha-me posto em sentido; não queria ficar encharcada outra vez, com as sapatilhas a fazer de barcos, protegendo a mochila.

Seis da tarde, em Havana.

Ainda tinha o gosto da limonada que pedi, em Bodeguita, na boca e as pernas começavam a acusar cansaço depois da caminhada por Malecón. Estávamos a voltar ao centro, precisávamos de um lugar para jantar, mas o regresso era feito sem pressas. Queríamos desfrutar de tudo e absorver o que a vista conseguisse alcançar. O guia ensinava-me truques para tirar fotografias com o iPhone, truques que já conhecia e executava há anos mas que educadamente ouvi e agradeci, só pela cortesia que teve de querer ser útil com a turista.

As ruas combinavam com o meu vestido vermelho. Umas vezes havia passeio, noutras uma terra batida que fazia imenso barulho a andar. Cada fachada mais deslumbrante que a outra, mais colorida, mais histórica. Não conseguia conter a minha curiosidade e espreitava sempre discretamente para a janela. Raramente tinham vidros ou cortinas, mas um gradeamento. No interior, as famílias juntavam-se a ver televisão, as mulheres pintavam as unhas umas às outras e conversavam a uma velocidade impossível de acompanhar. Os homens fumavam cigarros e jogavam dominó, com gargalhadas altas e olhos cerrados de risos com gosto.



As praças estavam cheias. De música e pessoas. Os ritmos quentes como o clima, animados como os locais. Já conhecia alguns refrões e não conseguia conter-me e trauteá-los. Nas partes animadas, todos erguiam os seus copos com as mais distintas bebidas. 
Crianças patinavam e jogavam à bola juntas, em grupos. Algumas descalças, outras de chinelos, alguns corajosos de sapatilhas. Os pais deixavam música pop americana tocar nas colunas portáteis. Era uma revelação, para mim. Um sinal da mudança. Um simples gesto como ouvir Katy Perry na capital de Cuba.

Os mais velhos dormiam. Talvez já estivessem a pagar as dívidas de viverem num lugar que se traduz em festa, em música, em bebidas que fazem a garganta arder e charutos. Todos repousavam, alguns audaciosos deitavam-se, sem a menor vontade de serem perturbados.

Era um cenário que nunca tinha visto. Não assim. Não com aquela vivacidade e espontaneidade. Havana pulsava.

Os carros passavam, sempre com pressa e de todas as cores e feitios. A maior parte deles descapotáveis, com casais no interior. A máquina do tempo actuava, nas estradas. Parecia impossível estar em 2016, com tamanhas antiguidades a galgar o alcatrão, com a música do rádio no máximo e o taxista a cantar em cana rachada, ignorando se os seus passageiros aprovariam ou não o concerto.

Apanhei o cabelo num rabo de cavalo e dei-me por vencida com o calor. Começava a escurecer e alguns edifícios partilhavam as primeiras luzes da cidade. Nem todos tinham luz - a maior parte eram prédios abandonados - e mesmo alguns andares de prédios habitados não eram inundados com um clarão amarelo. Os postes de iluminação eram maus e senti-me quase rodeada de escuridão. Mas olhava para as praças luminosas e via as pessoas agrupadas em festa. No pasa nada. 

Acabámos por escolher um restaurante que se situava num prédio, no segundo andar. Prometia comida cubana e música ao vivo. Este último conseguíamos comprovar já no rés-do-chão, de onde se ouviam os artistas animados e estridentes, o som dos talheres a bater nos pratos, de grupos a brindar e de mulheres a gritar os pedidos. A luz era baixa e tornava o prédio convidativo e acolhedor. Vencidos pelo cansaço e pela fome, entrámos. Eu olhei para trás, uma última vez, para a cidade. Terminando o jantar, regressaríamos ao carro, numa longa viagem, rumo a Varadero. Não podíamos perder tempo com despedidas, portanto, foi ali que fiquei, na fachada, a olhar para a alegria. Estas pessoas tinham tanto ou menos que eu, mas faziam felicidade com tudo. Não conseguia parar de admirar o que me rodeava. As pessoas conversavam e interagiam. Algumas tinham telemóvel, mas nem ligavam. As miúdas riam em grupo, com roupas a combinar, os rapazes brindavam, com as suas bicicletas. Algumas pessoas caminhavam sós, com sacos gigantes e o cansaço na vista. Desejavam regressar a casa. A escuridão da cidade, pouco provida de postes, era cortada com as luzes das casas, amareladas. Sorri por dentro, para mim. Havana era tão diferente de mim e apaixonava-me tanto. Os ritmos, o calor, as pessoas e a própria filosofia da cidade abraçavam-me e sussurravam que iriam ter saudades minhas, num espanhol corrido e arrastado. Eu também iria sentir. Mas voltei as costas e subi as escadas sem olhar para trás, tal e qual um Don Juan que deixa a amada pendurada à porta, sem promessas de regressar tão cedo.

Inês Mota, Bobby Pins

We’re always trying to see ourselves through the eyes of someone else | Vivus

Lembro-me, desde sempre, de desejar muito que os outros me vissem, me lessem, me gostassem. Lembro-me da intensidade desse pensamento e do quanto pouco disso era egocentrismo ou necessidade desesperada de atenção. Aliás, nunca gostei que o foco de luz apontasse para mim ou de falar para grandes multidões mas o particular e engraçado até na minha personalidade é que ela é sempre dicotómica: não quero ser o centro mas quero que me vejam como alguém importante, que quando fala não fala para dizer, fala para contar, explicar, fazer rir. Foi sempre assim que quis que eles me vissem. Em eles entendam amigos, porque é para eles que cresço, foi com eles que quis crescer também. Lembro-me de desejar que eles me vissem, nas minhas imperfeições, mas mais nas minhas belezas interiores. Sempre esperei que isso não desvanecesse com o passar do tempo porque quero que eles mantenham uma ideia de mim que não é a minha mas acredito que seja melhor.

"I wish someone would randomly tell me little facts about myself. Not ones that I have already told them but ones they have picked up by themselves because they care enought to notice the little things I do." 

Li isto ainda ontem e inspirou-me, de imediato, para fugir ao tema que tinha pensado abordar e escrever sobre uma outra coisa, de outras coisas, das pequenas coisas que detetamos nos outros, as belezas interiores que se traduzem por gestos, jeitos de falar e tiques engraçados. Lembro-me, desde sempre, de desejar muito que eles as vissem, que eles me dissessem quem sou eu, que tique estranho teria eu e que gargalhada minha os faria rir de imediato. Eles foram-me dizendo algumas dessas coisas, é claro que nem sempre muito diretamente. É à conta deles que hoje sei que sou uma pessoa delicada, que mantenho sempre uma postura invejável e que tenho cuidado com o que digo, que penso sempre muito nas coisas antes de as expôr a quem quer que seja. Eles sabem-me party animal mas também tímida. Sabem-me sincera mas contraditória naquilo que sinto e digo. 

Foi a pensar nisto que eu comecei a questionar como é que eu própria lhes dedicava os seus gestos, jeitos e tiques. E descobri. Descobri que o fazia através das imagens que captava deles. Aliás, descobri que eles próprios se descobriam através das minhas fotografias. 

E é por tudo isto que decidi trazer aqui, em jeito de conclusão, algumas imagens deles, nas quais residem bocados do carácter de cada um, não fosse isto um texto meu. 



Confesso que pensei em escrever um texto fora do meu habitat, abordar temas que correm as bocas do mundo ou então falar-vos de alguém importante. Porém, cheguei à conclusão de que este texto deveria não só representar-me a mim como àquilo que o VIVUS representa hoje para mim: um espaço para falar do que sinto, partilhar o que me move, quem e porquê. Um espaço íntimo, de mim para mim. Um lugar no meio de toda a catrafulhada de coisas que é a Internet que vos faça sentir vocês próprios, onde possam encontrar paz de leitura e espaço para pensarem, sonharem e se identificarem com alguém que escreve sobre aquilo que vive do outro lado.


To the fools who live through words, welcome to my place. If you feel welcome, it means you’re alive. 

Inês Vivas, Vivus

Childhood Cartoons | The Love Avenue


Pensei, repensei, comecei a escrever alguns posts com textos motivacionais, outros com vídeos, outros com músicas mas parecia que não conseguia acertar no conteúdo certo para partilhar aqui no blogue da Rafaela.
E foi aí que se fez luz! Eu vou falar sobre aquilo que eu melhor: os desenhos animados, animes, nostalgias, séries e coisas assim. Portanto, este takeover irá ser só sobre regresso ao passado mas em versão animada.

Escolhi cerca de dez desenhos animados que estiveram em alta quando era mais nova e que muitos de vocês também devem de ter saudades. Este é o meu top:


10 | RUGRATS


9 | POWERPUFF GIRLS


8 | POKEMON


7 | DIGIMON


6 | CATDOG


5 | NAVEGANTES DA LUA


4 | O RECREIO


3 | DRAGONBALL
(todos)


2 | HOMENS DE NEGRO (MIB)


1 | SAMURAI X

Podia justificar o motivo destas minhas opções mas na verdade.. eu tenho uma memória tão boa que a minha lista de desenhos animados é enorme. Para além de que como cada intro consegue trazer à memória tanta imagem (boa) da minha infância, torna a seleção mais complicada. Poderia incluir aqui cartoons como: as gárgulas, a pucca, a kim possible, os padrinhos mágicos, american dragon, jackie chan -  as aventuras, shin chan,a ginger, a peperan martim manhã, artur, as aventuras de richard scarry, o homem aranha, os x-men, etc etc etc, mas na verdade eu só quero falar sobre a minha primeira opção! :p

Quem já conhece o estaminé, sabe que cada vez que me perguntam melhor desenho animado para mim, eu respondo sempre o mesmo: é o Samurai X! Querem saber porquê? Porque é para mim das histórias mais bonitas que alguma vez vi. Para além da mensagem que é transmitida, a história é engraçada, cheia de valores, cheia de humores e baseada em factos verídicos.

ikiiiiiki

Ana Filipa, The Love Avenue

Investimentos de beleza que valem a pena | Majestic


Quem conhece o Majestic, sabe que não podia deixar passar uma oportunidade de falar dos meus produtos de beleza favoritos - obrigada Rafaela por seres uma enabler! Para quem está ouvir falar do Majestic pela primeira vez, aqui está um óptimo exemplo do que poderão encontrar: maquilhagem, cor-de-rosa e flatlays.

Se há coisa que gosto de fazer antes de investir num produto é ler informação e mais informação sobre ele. As nossas peles são todas diferentes  e caro não é sinónimo de qualidade (embora, por experiência própria, reduz imenso a probabilidade de erro). Posto isto, aqui ficam os produtos com que me lancei de cabeça e sem arrependimentos.

Modern Renaissance da Anastasia Beverly Hills - Acredito a 100% que esta foi a palette que lançou a grande tendência dos tons quentes. Com as palettes neutras novas a sair no mercado a cada 10 segundos, bastou aparecer esta lufada de ar fresco com tons laranjas, berry e avermelhados para trazer o pôr-do-sol de forma permanente às nossas vidas. Certo que agora já todas as marcas têm a sua versão da MR mas esta continua a ser, para mim, a grande estrela. Tem mais 2 tons que as famosas Naked da UD - e ainda é mais barata - e a fórmula é totalmente diferente do que já experimentei. Super macias, amanteigadas e esfumam com uma facilidade nunca antes vista. Preço: 46€ no site da ABH UK (com portes grátis e sem dramas com a alfandega)

Chanel Perfection Lumière Velvet - Desde que experimentei esta base nunca mais a larguei. Como amante de maquilhagem tenho sempre curiosidade em trazer outras para casa mas a verdade é que em equipa ganha não se mexe, principalmente na pele, que é o passo mais importante para uma maquilhagem perfeita.  A fórmula é à base de água (logo não há poros em sofrimento) e deixa um toque aveludado que nem rabinho de bebé. Dá para construir a cobertura sem ficar cakey e deixa a pele  com um aspeto natural. Se há coisa que não me pode faltar em casa é esta menina. Preço: 42€ nas perfumarias Doulgas (onde é mais barato que na Sephora)

Kit sobrancelhas da Benefit - Mais um exemplo que equipa ganha. Estes três produtos vieram no kit Soft and Natural Brows da marca e fiquei rendida a todos os produtos. O Goof Proof é um lápis de ponta dupla com um lado destinado a preencher a sobrancelha e o outro com uma escova para penteá-la e retirar o excesso da cor (para um aspeto soft e natural). O High Brow é um lápis com tom pérola rosado que ajuda a levantar sobrancelha para aquele look fierce à Kendall Jenner. Por vezes também o utilizo para iluminar o canto interior do olho.  O Ready, Set, Brow! é o melhor amigo para quem, como eu, tem os pelos das sobrancelhas compridos. Fica tudo no lugar o dia inteiro. Preço do kit: 55€ na Sephora e Benefit

Kiehl's Midnight Recovery Botanical Cleansing Oil - Depois de tanta maquilhagem é preciso um bom produto para retirá-la. Como o nome indica, este cleanser é à base de óleo, o que não convence a gregos e troianos. Para mim, é uma dádiva. Remove toda a maquilhagem facilmente (incluindo à prova de água), sem necessitar de algodão ou passos extra. Não altera o ph da pele por isso se têm preguiça de aplicar toner (como aqui a je), é o melhor que podem fazer à vossa pele. No final a pele fica super suave e sem aquela sensação de repuxar que nos faz correr por um hidratante. Preço:  32€ por 175ml na Kiehl's

Já experimentaram algum dos produtos? Qual o vosso maior investimento no mundo da beleza? 

Marta Rodrigues, Majestic

Blog Takeover

É com muito gosto, que vos anuncio que de 7 a 11 de Agosto, irei acolher aqui no blog, 5 das minhas bloggers favoritas. Todas elas com personalidades diferentes, porém, bastante carismáticas, criativas, e com conteúdos super interessantes. E é por estas razões que as escolhi, e que vos quero dar a conhecer (se ainda não conhecem, claro!). Todas elas, uma em cada dia da semana, vão trazer um tema distinto, completamente ao seu gosto. E esperamos que vocês gostem, claro!

Obrigada a vocês, meninas, (MajesticThe Love Avenue, VivusBobby Pins e The Pink Elephant Shoe) por terem aceitado este desafio! ♥

Esperem coisas boas daqui!


Wallflowers

Hey. No post de hoje trago-vos a segunda parte da sessão que eu e a Ana João fizemos na passada sexta feira. Desta vez, a peça que vos queria mostrar é esta t-shirt crop top branca super fofa, com uma renda nos braços e no final da t-shirt. Confesso que não estava à espera que a qualidade dela fosse tão boa, especialmente por ter renda. Mas surpreendeu-me pela positiva, porque tanto o tecido como a renda são mesmo de boa qualidade. Esta é da loja online Shein, e também é a primeira vez que faço parceria com eles. Tal como a anterior, demorou apenas 2 semanas, o que é óptimo tendo em conta o tempo que demoram as outras lojas online. Digam-me o que acharam da peça e das fotografias! E já sabem, passem pelo BéhanceInstagram e página de Facebook da Ana João para verem mais trabalhos dela :)


Este post foi patrocinado pela marca Shein, porém, com toda a minha sincera opinião.

Here Comes the Sun

Hey! Eu disse-vos que em breve voltava a trazer aqui ao blog um outfit post, e finalmente, eu e a Ana João conseguimos tirar umas horitas hoje ao final da tarde para fotografar. Fomos completamente sem destino, e lá encontramos dois ou três sítios giros para tirar umas fotos. Acho que ficaram mesmo giras! Se ainda não conhecem o trabalho dela, passem pelo BéhanceInstagram e página de Facebook porque vale mesmo a pena! A peça que vos queria mostrar hoje é da loja online Romwe, e foi a primeira vez que fiz parceria com a mesma. Escolhi este slip dress preto, com um decote na parte de traz. Adorei a qualidade dele, e acho que é super giro e prático para quando estão aqueles dias de calor. Quanto ao serviço da loja Romwe, a encomenda demorou apenas cerca de duas semanas, o que é bem rápido sendo que este género de lojas online costumam demorar cerca de um mês, e por vezes até mais. Digam-me o que acharam do vestido e das fotografias! :)



Este post foi patrocinado pela marca ROMWE, porém, com toda a minha sincera opinião.

5 filmes que tens de assistir

Durante a última semana, fiz uma pequena lista de filmes que gostava imenso de por em dia. E todos os dias, de segunda a sexta, escolhi um para assistir. Não houve um que não adorasse, e por isso tinha mesmo de vos trazer estes títulos para que também possam desfrutar de bons filmes! Normalmente, o estilo de filme que mais gosto de ver é sem dúvida ficção científica/sci-fi. No entanto, aqui nesta lista também encontram alguns dramas/romances. São óptimos filmes para vermos sozinhos, já que nos transmitem tantas emoções e nos fazem reflectir. Digam nos comentários se já viram algum destes, e caso não tenham visto, aproveitem para ficar já com umas ideias do que ver agora nas férias! 





The Shack


Sem dúvida que para mim, este é o filme do ano. É uma história de amor, coragem, e sobretudo, de experiências que mudam completamente as nossas vidas. Mostra-nos ideias diferentes e faz-nos reflectir sobre as mesmas. O filme mostra-nos um pai que se culpa pelo rapto, e provavelmente o assassinato, da sua filha de seis anos, e revela-nos todo o processo para se voltar a aceitar e viver com a perda. Apesar de ser um filme envolvido com o tema da religião, acho que qualquer um de nós deveria assistir, pois o que o filme nos transmite é sem dúvida de que não precisamos de colocar um nome nas coisas em que acreditamos. 
2:22




Este é daqueles filmes de fantasia/ficção científica dos quais eu costumo adorar. Ao longo do filme podemos seguir os vários padrões sinistros de eventos que acontecem na vida de Dylan, que se vão repetindo diariamente, acabando sempre às 2:22h. Ele acaba por descobrir a razão dos acontecimentos, que na verdade, tem tudo a ver com dar segundas oportunidades a um amor. Podem encontrar este filme em cartaz a partir do início do próximo mês, porém, sei que algumas marcas estão a sortear bilhetes duplos para verem a antestreia do filme em Lisboa e no Porto (eu já participei, não me importo nada de ver novamente!), portanto aqui ficam alguns sítios onde podem participar: Canal Hollywood, EuroGamer.pt, Mais Superior e Pris Audiovisuais.

Before I Fall



Acho que toda a gente já viu este filme, eu é que andava atrasada no tempo. No entanto, sabia que tinha de o riscar da lista. E digo-vos, valeu a pena. Sei que também existe o livro, e quero imenso ler, pois provavelmente ainda vai estar melhor do que a adaptação. Não conhecia a actriz (Zoey Deutch) que interpreta a personagem principal, mas fiquei a adorá-la, e quero sem dúvida ver mais filmes dela. Este é mais um filme de drama/ficção científica, em que nos mostra um bocado do Efeito Borboleta. Se não sabem o que é, posso deixar-vos aqui uma pequena definição: "Efeito Borboleta um termo que se refere à dependência sensível às condições iniciais dentro da teoria do caos. Este efeito foi analisado pela primeira vez em 1963 por Edward Lorenz. Segundo a cultura popular, a teoria apresentada, o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo". Adoro este género de filmes, e uma das minhas triologias favoritas é também sobre este mesmo tema e com o mesmo nome, "The Butterfly Effect". Aconselho-vos!

1 Night



Aconselho este filme a quem gosta de drama/romance e quem não se importa com filmes em que a acção se passa quase sempre no mesmo espaço/cenário. Pessoalmente, costumo gostar deste estilo se o argumento estiver bem estruturado. No entanto, acho que este é um filme mais para descontrair, já que é bem simples de assistir. Adorei a actuação de Evan Hofer e da Isabelle Furhrman, e acho sinceramente que estes actores ainda vão dar muito que falar. 

Brain of Fire


Mais um filme incrível protagonizado por uma das minhas actrizes favoritas de sempre - Chloe Grace Moretz. Este é um filme que nos prende não só pela fantástica personagem que a Chloe desenvolve, como também derivado à história ser completamente diferente daquilo a que costumamos estar habituados a assistir. Resumidamente, vamos acompanhado o conflito/transtorno que a personagem principal tem, até que no fim é diagnosticada com uma doença rara, tendo então tudo uma explicação. A história é baseada em factos reais, o que torna tudo ainda mais emocionante.

You are not

Sei que não estão habituados a que traga ao blog este tipo de publicação. Mas às vezes, também é preciso. Não vos tenho trazido muito conteúdo ultimamente, e podia dizer que era por falta de tempo, ou de criatividade, mas não é. Simplesmente não me tem apetecido. E se não me apetece escrever, não faz sentido vir para aqui criar conteúdo no qual sei que mais tarde não vou gostar de ler. Espero que entendam, e que aguardem, porque daqui a uns dias irei voltar a publicar normalmente. E obrigada por continuarem desse lado! Mas o que realmente me traz aqui hoje, é um pequeno poema de Madisen Khun, que fiquei a conhecer à uns anos, através de um blog que costumava ler. Queria, com ele, passar-vos exactamente a mensagem que ele transmite - tu não és um nome, nem um número, nem é de onde vens que faz de ti quem és. São as tuas escolhas, os teus mais diversos gostos e os teus desejos mais profundos, que fazem de ti quem és. E quem vos disser o contrário, acreditem em mim, ainda tem muito que aprender. Tal como diria Albus Dumbledore, "It's our choices that show what we truly are, far more than our abilities". Fiquem com o breve poema de Madisen Khun, que espero que gostem e reflictam! 


Transformers - The Last Knight | I Suggest You

Hoje trago-vos uma pequena review do filme que fui ver a semana passada ao cinema. Desde que o primeiro filme dos Transformers saiu, em 2007, eu e os meus primos costumávamos ir sempre que estreava um novo. Acho que são talvez dos únicos filmes com mais acção de que eu gosto, não apenas pela originalidade de toda a história, como também pelo facto de ser também um pouco de drama/romance. Acaba por ser uma saga de filmes que envolve também ficção científica, e que retrata um universo em que os humanos e as "máquinas" se relacionam, mostrando assim os piores e as melhores consequências. Acho que a saga, em geral, marca pela diferença em outros filmes do mesmo estilo, por as personagens que criaram conseguirem fazer com que nos apaixonemos completamente por elas. Consigo dizer-vos, que provavelmente, chorei em quase todos os filmes apenas pelas atitudes do Optimus Prime ou do Bumblebee. O The Last Knight é o quinto filme da saga, que ainda não irá acabar por aqui. Já se prevê mais um lançamento de um novo filme para 2019, e além disso, há rumores de um spin-off já para o próximo ano. Mas falando-vos apenas um pouquinho sobre este último filme, posso dizer-vos que não me desiludiu nem um pouco. Conseguiram manter a base de toda a história, mas desenvolvendo um pouco mais da mesma e mostrando novas perspectivas. Acho que a nível de efeitos especiais e a parte mais visual, podiam ter feito um pouco mais, mas para quem conhece a saga sabe perfeitamente que o que conta realmente é o roteiro em si. Vou deixar-vos o trailer, para que possam espreitar. Se nunca viram esta saga, recomendo-vos imenso!

Favorites of June

Hi! Já há algum tempo que não trazia ao blog um post de favoritos do mês, e como sei que vocês costumam adorar este género de publicação, decidi trazer-vos os meus favoritos do mês de Junho. É sempre bom partilhar por aqui as minhas opiniões sejam sobre produtos, ou filmes e séries, ou até mesmo sobre algum outro assunto, e poder discutir sobre eles convosco. E o melhor disto tudo, é que acabo sempre por aprender alguma coisa com vocês, porque também partilham comigo as vossas ideias. O último mês passou a correr, confesso. Aqui no blog falei-vos de alguns dos itens que se tornaram os meus favoritos, por isso provavelmente vão se relembrar de alguns deles. 

(img. retirada do site weheartit)

A nível de filmes e séries, tenho de vos relembrar sobre o filme no qual já fiz review aqui no blog - Hacker. Achei-o super interessante, e sobretudo, muito mais realista do que costumamos pensar ser. O tema faz-nos lembrar um pouco da série Mr. Robot, porém, neste caso, mostra-nos em mais profundidade tudo o que é possível fazer com um computador e internet ligada ao mesmo. É baseado numa história verídica, narrada na primeira pessoa. Se quiserem ler um pouco mais sobre a review que fiz e ver o trailer do filme, cliquem aqui. Depois, sem vos querer dar demasiados spoilers, tenho de vos falar sobre o final de uma das séries que acompanho desde sempre - Pretty Little Liars. Confesso que não me surpreendeu muito a revelação de A.D., mas por outro lado, acho que conseguiram fazê-la da melhor forma. Achei também que ficou ainda muita coisa por explicar, mas isso é outro assunto. Gostei imenso do final que deram a cada uma das meninas. E sem querendo estragar o episódio a quem ainda não viu, só digo que fiquei especialmente feliz com a Ali e a Emily!


Tenho também de vos mostrar 3 produtos que tenho usado imenso no meu dia a dia, e que vos posso realmente recomendar. O primeiro, é este batom que a loja Capri me enviou para testar. Apesar de ser uma réplica dos batons matte Lingerie da Nyx, e tendo eu adquirido um original também, posso dizer-vos que é uma daquelas réplicas super bem feitas. O packaging é igual ao original, sendo que a única coisa que acho que realmente difere é o peso da mesma, pois a réplica é um pouco mais leve. A nível da duração do produto nos lábios, posso dizer-vos que aguenta tão bem como o original, sendo que a única coisa que faz com que comece a sair é comida mais gordurosa (o que é perfeitamente normal, e acontece também com o original). Sou super sensível de pele, como vocês sabem, e por isso testei primeiro na mão para ver se fazia algum tipo de alergia - não aconteceu nada. Usei-o por 12h nos lábios, e também não fiz qualquer tipo de reacção! Aconselho-vos apenas a usarem um hidratante antes de colocarem o batom, por ser matte seca sempre um pouco os lábios. Deixo-vos aqui o Instagram e a página de Facebook da marca que me enviou o produto para que possam espreitar, pois além de makeup eles vendem muitas outras coisas variadas e super giras! Os outros dois produtos que vos tenho para mostrar são este Shampoo e Amaciador da gama Ultra Suave da Garnier. Mal os vi em loja, e com promoção ainda por cima, não resisti! Ambos são sem silicone, e tem um cheirinho a coco mesmo bom. Promete nutrir e suavizar o cabelo, e posso dizer-vos que adorei o efeito que faz no meu. Recomendo-vos imenso!


Outro favorito do último mês, e que sei que me vai acompanhar para o resto do ano, é a minha nova agenda da Horacio Printing. Falei-vos dela aqui, neste post. Foi sem dúvida um item que me surpreendeu pela positiva, pela sua qualidade e design incrível. Tenho-o usado imenso, e acabou por tornar-se mais um item de decoração do meu toucador, já que fica sempre mesmo à vista, ao lado do meu pc. Sem dúvida que se estiverem à procura de uma agenda, ou qualquer outro item de papelaria, vos recomendo a visitarem o site da marca! E vocês, o que tem "favoritado" ultimamente?

My Favorite Outfits of the Moment

Hi! O post de hoje, apesar de ser idêntico a um típico post de outfit ao qual já estão habituados a ver por estes lados ultimamente, é apresentado de uma forma um pouco diferente. Acho que já vão perceber o porquê. Decidi mostrar-vos alguns dos meus outfits favoritos das últimas semanas, que tenho usado no meu dia a dia. Só que, em vez de vos mostrar simplesmente uma foto da peça, ou daquela fotografias todas giras que a Ana João me tira, decidi tentar criar um outro modelo de publicação. Então o que fiz, foi fotografar  o meu outfit em alguns dias da minha semana, em frente ao meu espelho de corpo do meu quarto, para vos mostrar o efeito de como as peças ficam realmente vestidas! A primeira peça que vos mostro, é uma t-shirt da loja Sammydress, que decidi adquirir apenas porque estava a menos de 2$ - e a verdade, é que me apaixonei por ela. Ela é uma simples t-shirt às riscas pretas e brancas, mas por acaso nunca tinha experimentado riscas em mim, e fiquei a adorar. A segunda peça que vos mostro é um top off the shoulder branco, com um simples folho. Adoro conjugá-lo com jeans (mas o que é que eu não gosto de conjugar com jeans, não é?), e é da loja online Rosewholesale



Outras das peças que ando a adorar usar são estas duas que vos vou mostrar a seguir. Esta sweatshirt preta com os bordados em tons de cor de rosa e verde, da loja Zaful tem sido a minha melhor amiga para os dias em que está um pouco mais de frio (sim, porque no dia em que estou a escrever este post, acreditem ou não, está a chover). É super fofa e confortável, e sem dúvida que tem o bordado mais bonito de todas as peças que possuo com bordados! É uma sweat digna de uma Zara, sem dúvida. A outra peça que tenho para vos mostrar é este crop top branco, super simples, mas que tem apenas um bordado de uma rosa vermelha do lado direito. Ela é da loja Rosegal, na qual tenho adorado encomendar este tipo de peças. Acho-a super amorosa e fresquinha! Digam-me qual o vosso favorito nos comentários ♥





Este post foi patrocinado pelas marcas ZAFUL, ROSEGAL, SAMMYDRESS e ROSEWHOLESALE, porém, com toda a minha sincera opinião.