Curiosidades sobre Harry Potter II

Antes de mais, digo-vos que a primeira parte deste post (que podem ver aqui) foi um dos que mais views teve desde que tenho o meu blog. Começo a achar que vocês são tão curiosos quanto eu! Se há coisa que adoro é saber as coisas mais estúpidas que se pode imaginar sobre as séries e filmes que mais gosto. Neste caso, claro, Harry Potter. Caso não saibam, sou potterhead há bem pouco tempo, mas levo este amor muito a sério - e quem me segue pelas redes sociais ou me conhece minimamente sabe disso. O universo que a J.K. criou é simplesmente fascinante e acima de tudo, muito bem pensado. Por isso deixo-vos com mais algumas curiosidades que achei interessantes partilhar convosco, espero que gostem!

Os Dementors foram criados pela J.K. para simbolizar a sua depressão

O primeiro livro da saga foi publicado nos EUA em 1998, ano em que a história finaliza, durante a segunda guerra bruxa

O espelho de Ojesed (ou Mirror of Erised em inglês), de trás para a frente é Espelho do Desejo

Luna Lovegood escreveu o seu nome invertido no pergaminho da Armada de Dumbledore

Não existe nenhum "Amo-te" nos livros. J.K. quis mostrar que existe amor mesmo sem dizê-lo

Os Trestálios são visíveis apenas para quem já presenciou a morte, pelo menos uma vez 

ACMA | Como combater o Bullying

Para o primeiro subtema do A Cultura Mora Aqui (se ainda não conhecem o projeto cliquem aqui), escolhi um tema bastante sério, e que acho que faz realmente falta de se falar. O bullying é uma realidade bastante triste da nossa sociedade, que pode não vir só de agressões físicas, como também atos violentos de agressões psicológicas. A primeira coisa que vos posso dizer, é que sim, eu passei por bullying durante alguns anos enquanto estudava. E que existem realmente pessoas que fazem mesmo gosto de ver as outras mal, nunca percebi bem porquê. Ou porque não usamos roupa da moda, ou porque temos acne, ou porque somos demasiado fortes ou demasiado magros, ou porque não tens a mesma religião, ou porque somos de outra etnia, ou porque temos outra orientação sexual, ou porque a tua prima tem um gato feio, não interessa o porquê - a verdade é que quem gosta de o fazer, vai sempre arranjar um motivo. Por isso posso por experiência própria, dizer-vos o que vocês devem fazer para que o bullying não seja algo presente nas vossas vidas - seja na escola, no trabalho, nas redes sociais, ou até mesmo em família, como também já assisti. Espero que estes 5 passos que enumerei, de alguma forma ajudem quem precisar.


1. Acredita em ti próprio

Isto é o mais importante. Se tu acreditares, confiares e gostares de ti próprio, as críticas e comentários dos outros não te vão afectar tanto. Se eles te chamam nomes, ou se tem uma ideia completamente errada de ti, o que interessa é que tu saibas o que vales e que te sentes bem contigo próprio exactamente da maneira que és/estás. 

2. Rodeia-te de quem te quer bem

Eu sei que nestas alturas parece que não há ninguém à nossa volta que esteja disposto a ajudar, e acabamos por nos isolar e ficar sozinhos muitas vezes. Mas isso não é bem verdade. Há sempre alguém que te apoia, seja fora da tua turma, ou até mesmo da escola. E é essas pessoas que tu vais precisar ter ao teu lado. 

3. Desabafa e pede ajuda!

Compreendo que seja difícil conseguires admitir e falar sobre o assunto, mas acredita em mim, é o melhor que tens a fazer. Podes desabafar com alguém da tua família, com um amigo,  com um psicólogo (existe sempre um nas escolas), ou a um número de apoio como o 808 968 888 (apoio ao bullying) ou o 213 544 545 (apoio voz amiga). Às vezes até é mais fácil falar sobre o assunto com alguém que não conheças bem, como por exemplo um amigo de um amigo.

4. Não fiques calado

É importante que quando ouves comentários sobre ti, te defendas. Não ignores simplesmente a situação. Age com superioridade e com calma, e mostra-lhes que as coisas não são como eles pensam. Tenta fazê-los pensar que estão a ser imaturos e que não vais baixar ao nível deles.

5. Encontra algo que gostes de fazer

Distraíres-te da situação e evolveres-te com novas actividades e consequentemente com novas pessoas vai fazer-te sentir melhor. É bom que além de te dedicares aos estudos, fazeres algo que gostes é muito bom para te sentires bem contigo próprio. Podes dedicar-te a algum desporto, ou a aprenderes a tocar algum instrumento musical, ou até criares um blog, porque não? 

A Cultura Mora Aqui | Intro

Hey. Então o que vos mostrar hoje é uma pequena introdução ao novo projecto aqui da blogosfera - A Cultura Mora Aqui. Isto surgiu da ideia da Joana do blog Cor sem Fim, que notou que na blogos existia uma abundância de posts relacionados a beleza, outfits e maquilhagem e poucos sobre outros temas. É aí que nós vamos actuar. Reunimos com algumas pessoas muito provavelmente já vossas conhecidas, e decidimos que íamos pegar em temas que achamos que fazem falta de se "ouvir" por aqui. Temas como o cinema, livros, decoração, tecnologia, séries e música são alguns exemplos do que podem esperar da nossa parte pelo menos uma vez por mês! Fiquem já atentos a estes blogs que vos vou deixar a seguir, que dentro de em breve irão ter novidades nossas!


Sofia Duarte - Anda Daí
Dalila Melfe - Miss Melf
Ana Filipa - Oh, Pêssegos
Mariana Santos - Comic Life
Joana Isabel - Cor sem Fim
Daniela Coelho - See For Your Perspective
Pedro Lopes - I am Pedro Lopes

Se te quiseres juntar a nós ainda vais a tempo! Para te poderes candidatar podes enviar um e-mail para a Joana (corsemfim@gmail.com) com os teus dados, idade, blog, e o que tens a oferecer a este projecto. Stay tuned! :D