Autumn Leaves

Antes de mais, queria agradecer-vos pelo incrível feedback do último post! É tão bom saber que há alguém desse lado que aprecia aquilo que nós (eu e a Ana João) fazemos. Por isso é que nos sabe tão bem perder uma tarde a fotografar, editar e criar conteúdo para publicar aqui. Obrigada, mesmo! Como já devem ter reparado, este post é uma espécie de continuação do anterior, já que o outfit é basicamente o mesmo, apenas com um pequeno acessório que faz toda a diferença - o tão adorado/odiado sailor's hat. Desde que vos mostrei que encomendei um da Rosegal, fizeram-me imensas questões no Instagram e pediram para mostrar num outfit: e aqui está. Tenho adorado usá-lo, e como é preto e castanho dá quase com tudo o que costumo usar! O que acham? Sim ou meh? Digam-me também nos comentários se gostaram das fotos e passem pelo Instagram da Ana João para verem as fotos que eu lhe tirei também! :)

Ana João Machado Photography










Sailor's Hat - Rosegal Blusa - Zaful | Cinto - Zaful | Jeans - Stradivarius | Sapatilhas - Vans Old Skool

Este post foi patrocinado pelas marcas ZAFUL e ROSEGAL, porém, com toda a minha sincera opinião.

Follow The Ocean

Hoje eu e a Ana João fomos fotografar uns looks, pela cidade de Viana de Castelo. Andamos a pé pela cidade, e descobrimos alguns sítios super giros para tirarmos umas fotos. Lembro-me de que este sítio em específico que podem ver nas fotos, era (e é) onde fazem o fogo de artifício das festas de Viana, pela altura do Verão. Adorava vê-lo quando era mais nova! Quanto ao outfit, esta blusa amarela torrada já foi uma aquisição do Verão, mas que por alguma razão ainda não tinha fotografado, e como tenho-a adorado, lembrei-me de vos mostrar. Ela é da loja online Zaful, e tem imensa qualidade. Não é de todo uma cor que costumava usar, mas como já vos disse, tenho adorado sair da minha zona de conforto quanto às cores da minha roupa. Gostaram das fotografias? Querem mais posts deste género? :)

Ana João Machado Photography



Blusa - Zaful | Jeans - Stradivarius | Sapatilhas - Vans Old Skool

Este post foi patrocinado pela marca ZAFUL, porém, com toda a minha sincera opinião.

Cardigans Are Never Too Much

Hey hey. Recebi a semana passada umas encomendas da Zaful e da Rosegal, e hoje vim mostrar-vos algumas das minhas peças favoritas que não tenho parado de usar. Além do cardigan da Rosegal que já vos tinha mostrado neste post, ainda mandei vir mais alguns (sim, não são só estes dois, e logo que cheguem mostro-vos o resto!). Ando viciada a usar estes estilo de casacos, pois além de confortáveis, ficam bem com tudo! Especialmente estes com cores neutras, que tão bem combinam com os tons que quero usar no Outono/Inverno. Ambos são super quentinhos e de óptima qualidade! O cardigan mais escuro é da Rosegal, e o mais claro da Zaful. 


Também recebi três acessórios que tenho adorado usar, especialmente o sailor's hat preto e castanho da Rosegal. Encomendei-o muito antes de começar a vê-los nas lojas físicas, porque inspiro-me imenso nos looks da Lana (do canal Hello, I'm Lana) e apaixonei-me por este género de acessórios por causa dela. Sem dúvida que fiquei super contente com a minha aquisição! Quanto ao cinto e o relógio de bolso com o detalhe dos Deathly Hallows, são ambos acessórios muito bonitos e que completam qualquer look! Gostavam de ver algum destes itens num outfit post? :)



Este post foi patrocinado pelas marcas ROSEGAL e ZAFUL, porém, com toda a minha sincera opinião.

Copy Paste.

O assunto que vos trago hoje é  mais um pouco da minha experiência pessoal quanto ao saber lidar com o copy paste. Começando por dizer que apesar de maior parte das vezes nos colocarem na posição de nos darem impressões negativas por alguma coisa que façamos/dizemos etc., também acontece o oposto. Também nos colocam na posição de admirem tanto as nossas acções, a nossa personalidade e até mesmo as nossas "coisas", acabam por se inspirar demasiado nas mesmas e cair no erro de fazerem copy-paste. Acho que entendem o que estou a dizer, certo? E tudo bem. Desde que seja um corte de cabelo, uma peça de roupa, uma expressão que usamos, um livro que adoramos. Mas não é "tudo bem" quando isto é algo constante.

Já não é a primeira vez que algo do género me acontece. A primeira vez que isto me aconteceu, foi há uns tempos, com coisas relacionadas aqui com o blog. Por incrível que pareça, sim, ainda há pessoas que copiam publicações inteiras de um blog e colem nos seus. E sim, isso é só ridículo. Mas essa situação ficou resolvida, e para que não voltasse a acontecer (pelo menos não tão facilmente) coloquei um pequeno código aqui no blog para que não possam fazer copy paste. Mas o problema é que desta vez não aconteceu com um assunto relacionado com o blog, nem coisa que se pareça. Foi algo bem mais grave por ser pessoal, descarado, e acredito que propositado. 


É mesmo triste ver que a falta de originalidade das pessoas chega a estes limites. Infelizmente é algo que vamos ter todos de saber lidar, da melhor maneira que pudermos, já que não há muito a fazer quando as pessoas são simplesmente ridículas, certo? Como é que vocês lidam com estas situações? 

All About My First Harry Potter Tatto

Hey. É verdade. Finalmente consegui ter coragem para riscar isto da minha wishlist - fazer a minha primeira tatuagem. Já há mais de um ano que sabia exactamente aquilo que queria tatuar, porém, não tinha a certeza de que lettering usar e o sítio onde queria que ficasse. Então fui adiando. Mas este mês, decidi que a ia fazer, antes do meu aniversário. Escolhi um lettering simples, que sei que não me vou cansar. Dei-lhe uns retoques ao meu gosto. Escolhi colocá-la no meu antebraço direito, na parte de dentro, já que tinha decido que queria que ela ficasse bem visível (apesar de que no Inverno mal se vai ver). 

"O patrono é uma espécie de força positiva, uma projeção das mesmas coisas que o Dementor alimenta - esperança, felicidade, desejo de sobreviver...

O significado que esta tatuagem tem para mim vai muito além de ser relacionada a Harry Potter - e para quem é fã, sabe. Expecto Patronum é o feitiço de defesa conta os Dementors (que para a autora, representam a tristeza e a depressão), que é formado pela memória mais feliz que uma pessoa se pode recordar. As palavras, vem do latim, e significam traduzindo à letra "espero proteção". Para mim, tatuar isto no corpo, vai fazer-me relembrar todos os dias de que por muito que más coisas aconteçam e que a tristeza nos rodeie, temos sempre algo que nos faz voltar a ter forças e seguir em frente. É isso que na verdade J.K.Rowling queria transmitir com este feitiço, e é isso que significa para mim também. Além disto, queria imenso que a minha primeira tatuagem (sim, porque não me vou ficar por uma!) fosse algo relacionado com Harry Potter, já que é algo que tem um peso enorme no meu dia a dia, e que sem dúvida vai ter sempre muito significado para mim. 


Outra coisa que me preocupava um bocado quando decidi fazer a tatuagem, foi a escolha do tatuador. Para quem nunca fez uma, não temos muita noção do que esperar, e se não tivermos alguém próximo que já tenha feito uma, não vamos ter referências e recomendações de onde ir. Na verdade, eu tive imensa sorte neste ponto. Porque tenho imensa gente que conheço que já vai nas 3 ou 4 tatuagens, e que me deram sugestões de tatuadores cá na minha zona. O que fiz - e o que vos recomendo a fazer sem dúvida - foi pesquisar os trabalhos dos mesmos, e ter em atenção qual vai de encontra ao que vocês querem. Se tiverem alguém conhecido que já tenha feito uma nesse mesmo tatuador, peçam para dar uma espreitadela. A minha escolha não foi muito difícil. Além de me ter sido recomendado por alguns amigos, depois de pesquisar o trabalho dele e ir visitar o espaço, estava mais do que decidido que tinha de ser na Ink Lovers, em Santo Tirso. O Simão (tatuador) foi super simpático. Depois de ter marcado a tatuagem, no dia da mesma, passei pelo estúdio para saber o que ele achava do lettering e do tamanho do mesmo, porque queria uma opinião. Deixou-me logo à vontade, testamos vários tamanhos do desenho, e ele disse-me logo que o tamanho maior que eu tinha escolhido não ia ficar assim tão grande na pele - o que sem dúvida, se verificou! Quando me colocou o desenho no braço, do tamanho que tínhamos visto ser o mais adequado, encaixava perfeitamente naquilo que tinha imaginado. Pedi para colocar o desenho um bocadito mais para baixo, para ficar mais perto da dobra do braço. 


Sobre a dor: eu perguntei ao Simão umas horas antes da tatuagem se podia usar uma pomada anestesiante, chamada Emla, já que me tinha sido recomendado sendo que era a minha primeira tatuagem e estava com medo das agulhas. Ele disse que era na boa, mas recomendo-vos sempre a questionarem os vossos tatuadores sobre isto, e a verificarem se não fazem qualquer alergia à pomada primeiro (apliquem um pouco na pele no dia anterior e vejam a reacção). Compra-se nas farmácias, e é usada para pequenas cirurgias superficiais. Deve ser colocada 1h antes, uma camada generosa no sítio em que vocês quiserem a tatto. Na verdade, a quantidade de pomada que eu coloquei, nem sequer deve ter feito, porque só espalhei um bocado. Mas sinceramente, mal senti. Apenas na última letra, que deve ter sido por a pele ser um pouco mais fina, senti um bocadito de dor. De 1 a 5, diria de doeu tipo 0,5. 

Adorei o resultado final. Está mesmo como eu queria que ficasse - simples, delicada, com um lettering e traço fino. Ainda está em fase de cicatrização, mas nem sequer sangrei ou coisa parecida. O Simão deixou-me à vontade, se eu visse que precisava de algum retoque, para passar por lá, mas na verdade está tão perfeita que tenho a certeza que não vai precisar de nada. Recomendo-vos imenso a passarem pelo estúdio Ink Lovers e falarem com o Simão se estão a pensar fazer uma tatuagem, que ficam bem servidos! Deixo-vos aqui o Instagram e a Página de Facebook dele para poderem espreitar. Gostaram do resultado final? Quem daqui ainda não tem uma e quer muito fazer mas está a espera de um empurrãozito? :D

Este post não é de nenhuma forma patrocinado, apenas quis dar a minha sincera opinião e recomendar-vos o estúdio já que na minha experiência foi nota 10/10. 

Mr. Nobody (2009) | I Suggest you

No outro dia, depois de vos recomendar o último filme que vi (podem ver tudo sobre ele neste post), decidi arriscar ver um outro filme que já queria assistir há algum tempo - Mr.Nobody. Lembro-me de quando vi pela primeira vez o Butterfly Effect, que é um dos meus filmes favoritos de ficção cientifica, me recomendarem ver este filme. Tenho de vos dizer que não estava nada à espera que o filme fosse tão bom. Sendo que é um filme de 2009, os efeitos visuais estão super bem feitos, e isso conta imenso neste formato. O roteiro e a história estão sem dúvida super diferentes do habitual, e para quem gosta de um bom filme de ficção cientifica com drama à mistura, vai adorar este. A história é sobre Nemo, de 118 anos, o último mortal da Terra, após a raça humana ter encontrado a imortalidade. A narrativa altera, consoante ele se lembra das suas escolhas, entre diferentes histórias de que ele se recorda ter sido a vida dele. Podemos encontrar algumas explicações cientificas para o que vai acontecendo durante a narrativa, como por exemplo a teoria do caos (efeito borboleta), a teoria das cordas e a lei de Murphy. E acreditem que se não conhecem estes termos, vão ficar com a curiosidade de investigar sobre os mesmos após verem o filme! Aqui fica o trailer para que vos possa abrir o apetite:




Título: Mr. Nobody (2009)

Duração: 138 minutos

Direção: Jaco Van Dormael

Produção: Phillippe Godeau

Classificação IMDb: 7,9