5 Curiosidades Sobre La Casa de Papel

Hey! Depois de muito ponderar, no inicio da semana comecei a assistir a série (e acabei-a em 2 dias) mais comentada do momento da Netflix - La Casa de Papel. Uma produção espanhola, do produtor Álex Pina, que estreou em televisão espanhola a 2 de Maio de 2017, e que mais tarde, foi adicionada ao catálogo da Netflix (a 25 de Dezembro de 2017). Rapidamente, a série tornou-se no maior hype digital, fazendo fãs por todo o mundo. A série retrata a história do maior assalto do século, à Casa da Moeda de Espanha, planeado pelo misterioso El Professor, que reúne mais 8 pessoas a fim de realizar o seu plano. O objectivo era não apenas assaltar o dinheiro do cofre, mas sim ficar 11 dias em reclusão dentro do edifício, de forma a imprimir cerca de 1 bilhão de euros. Mas posso assegurar-vos que a série trata muito mais do que isso, e surpreende qualquer um com o seu final brilhante. Pesquisei um pouco, como sempre faço sempre que acabo uma boa série, e descobri algumas coisas que tenho a certeza que muita gente não fazia ideia:


1. Além dos nomes que os personagens adoptam para o plano do assalto serem todos de cidades (Rio, Tóquio, Berlim, Moscovo, Nairóbi, Denver, Helsinque e Oslo), os planos dos assaltantes eram também com nomes de cidades (como o plano Chernobil e Valencia), e até o bar que vemos em vários episódios se chama Bar Hanói.


2. A série inicialmente ia ser chamada de Los Desahuciados (os desalojados), já que todos os participantes do assalto deixaram as duas casas e famílias para traz. Mais tarde, optaram por La Casa de Papel.


3. A tão famosa música "Bella Ciao" é na verdade uma canção popular Italiana, composta nos finais do século XIX. Foi utilizada como uma canção de protesto na Primeira Guerra Mundial e maid tarde, tornou-se um símbolo da Resistência Italiana contra o Fascismo durante a Segunda Guerra Mundial. Interessante, não é?


4. Na verdade, a série foi gravada no Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), já que a Casa da Moeda não cedeu a fachada do edifício para quaisquer gravações. 


5. Maior parte do dinheiro visto em cenas, é dinheiro impresso em papel de jornal. Foi assim feito obviamente por questões de segurança. Além disso, as máquinas em que vemos a imprimir dinheiro são na verdade prensas de jornais.